Você sabe qual é o seu tempo?


Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.  (Romanos 8:2)

A maioria dos cristãos conhecem Eclesiastes 3 onde fala sobre o tempo, em que há tempo para tudo nessa vida. Mas muito embora saibamos que menciona várias etapas, às vezes parece que pensamos que há somente tempo para descansar e repousar. Não que isso seja errado ou ruim, claro isso é maravilhoso. Se uma vez como que a lei do Espírito de vida nos livrou, o que esperamos o principal livramento já nos sobre veio.

 Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada. (Romanos 8:18)

Muitos conhecemos, pouco a praticamos. Sabemos muito, praticamos pouco. A prática da palavra faz discípulos para Cristo.
E o que nos falta então?
É necessário semear aonde não há sementes germinadas.

Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecidiço, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito. (Tiago 1:25)

Se alegarmos estar cheios. Porque não transbordamos? Não estou falando de barulhos, e sim de inundar outros que daquilo que dizemos haver em nós.
O conhecimento sem prática é como uma biblioteca enorme de livros de grande valia, mas apenas nas prateleiras, só servem para ser orgulhar de que tenho uma enorme coleção de livros. E o que isso me acrescenta? Apenas para vangloriar de algo?

Se alguém entre vós cuida ser religioso, e não refreia a sua língua, antes engana o seu coração, a religião desse é vã. (Tiago 1:26)

Religiosidade não significa nada para Deus. Deixamos de fazer algo para Deus muitas vezes, por causa das regras da religiosidade.
A questão é: O que eu estou fazendo com a minha fé mediante a graça genuína de Cristo?
Se eu não compartilhar desse amor, será que eu tenho realmente? Deus sabe.
Embora erramos quase sempre, não podemos apenas reconhecer o erro, temos que mudar para não tornar e persistir no erro.
O meu maior erro, o nosso maior erro.
Deixamos de amar às pessoas com o amor que Cristo nos ensinou, logo para quê serve o amor que dizemos estar em nós?
Que nossa oração, que a minha oração seja: Senhor que não ame apenas a Ti, mas ame as pessoas como Tu amas, e esse amor é demonstrado com perdão.
Amém!!!

Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. (Romanos 8:14)


Oton G. Cesar.

0 Comente:

Postar um comentário