Existe Maldição Hereditária?


"Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito" (Romanos 8.1).



Certo dia alguém me perguntou sobre o assunto, e há algum tempo atrás também, então na graça de Deus, com base Bíblica, é claro, falar sobre ele.
Esse é um tema muito frequente dentro de algumas igrejas, inclusive “evangélicas”, não quero aqui emitir opiniões sobre elas, mas apresentar o que há no entendimento Bíblico sobre o assunto.

A pergunta é existe maldição hereditária? Existem pragas, pecados que vem de geração a geração, palavras que os pais proferiram aos filhos, e por isso hoje estão sobre maldição?
NÃO

Aqueles que defendem a maldição hereditária dizem: que se eu proferir uma palavra sobre alguém, eu lanço maldição, e a pessoa está amaldiçoada, principalmente se tratando da família. Afirmam que os pecados dos pais passam para o filho, e para ficar livre tem que fazer corrente de libertação, quebra de maldições, e outras heresias mais.
E há aqueles que pensam que tudo que eu disse irá acontecer; puxa vida, acredita nisso, mas quase nada acontece em sua vida? Há entendi só às palavras ruins? Uma pessoa assim é quase um feiticeiro, será que quando o apostolo Tiago, falou sobre a língua se referiu a essa pessoa? É claro que não.

Conforme o versículo citado abaixo do título Romanos 8:1 nenhuma condenação há para os que estão em Cristo, para os que andam segundo o Espírito, certo? Se nada pode condenar os que estão em Cristo, logo, não há nem maldição. Ou será que a maldição passou de pai para filho pelo DNA?
Puxa um salvo em Cristo, que irá morar no céu com maldição hereditária?
Então irão dizer quem crer nisso? Vamos ter que orar para quebrar, anular, amarrar, repreender. Na boa, fala sério!!!

“Portanto, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram tudo se fez novo” (2 Coríntios 5.17).

Às coisas velhas se passaram, tudo em sua vida, a partir de Cristo se fez novo, mas há que insiste que “às velhas maldições” permanecem.


"Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós"  (Gálatas 3.13).
"Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres" (João 8.36).

Cristo nos resgatou, e se fez maldição em nosso lugar, e em Cristo somos livres, não há condenação, não há maldição sobre sua vida.
Ao menos que você não tomou posse da graça de Cristo em sua vida, não desfruta da libertação de servir a Cristo, a única libertação que você tem que buscar em Cristo, é a do velho homem, ou seja, do que você era antes de Jesus passar habitar sua vida, em outras palavras, seu desejos pecaminosos, isso sim. Nada de palavras de pessoas, elas não tem poder de afetar sua vida, ao menos que você toma posse para você, tudo que escuta pega em você; ou você é livre, liberto em Cristo, salvo, curado, ou então você nunca teve Cristo em sua vida. Se assim fosse, nunca estaríamos protegidos.
Joseph W. Stowell em seu livro “O Controle da Língua” resume bem o poder destrutivo das palavras: "as palavras podem ser destrutivas em três aspectos. Elas podem destruir (1) nosso relacionamento com Deus, (2) nosso relacionamento com aqueles que amamos e até (3) nosso relacionamento conosco mesmo." Depois acrescenta: "Ter uma língua é como Ter dinamite entre os dentes: é preciso pensar nisso."
Os problemas que enfrentamos, pode ser por convivência ou até mesmo, desejos, ou algo que praticávamos, mas nada tem haver com algo herdado.
Li uma ilustração muito interessante, que se os pais comem açúcar, os filhos vão ter cárie?
Por que será que na terra de Israel o povo vive repetindo o ditado que diz: "Os pais comeram uvas verdes, mas foram os dentes dos filhos que ficaram ásperos"?  (Ezequiel 18:2)

O povo de Israel tinha esse pensamento, se o filho nascesse doente, ou com algum problema era consequencia do pecado dos pais, se assim fosse, Israel era para ter várias gerações doentes e enfermas, pois bem sabemos que quantas vezes, deixaram Deus, ou eu e você estaríamos perdidos.
Você pode estar pensando, mas Oton, fulano me disse de tanto o pai chama-la de burra, ela ficou burra, o pai chamava ele de mulherzinha; será que a pessoa não acreditou nisso? Quantas pessoas dizem que você não é capaz? Se você acreditar nisso, jamais prosperará, não é uma maldição, o único que tem pode de amaldiçoar você é Deus, mas Ele não quer fazer isso, muito pelo contrário que abençoar a sua vida, se você já entregou sua vida a Ele já está abençoado.
Mesmo que seja um falso profeta, olhe o que a Bíblia diz: "Até os profetas não passam de vento, porque a palavra [de Deus] não está com eles; as suas ameaças [maldições] se cumprirão contra eles mesmos." (Jr 5.13)
A palavra que tem poder é aquela falando em nome de Deus, pela autoridade dada por Deus.
E às palavras de fé? Tudo que eu disse acontece então?

"E esta é a confiança que temos para com ele: que se pedirmos alguma coisa segundo a Sua vontade ele nos ouve." (I Jo 5.14)

Entendam não se depende da “palavra de fé”, mas si do mover de Deus pela fé, e poderá ser que você "crê", mas se não for vontade de Deus? Então sua palavra com fé será nula. Entenda, eu e você não temos poder algum, a não ser dado por Deus, mas pelo operar da vontade Dele, e não tudo o que eu disse, pela minha própria vontade, vai acontecer.
Não confunda consequências dos seus pecados com maldição hereditária pois aquilo que plantamos iremos colher.
Jesus não ensinou quebra de maldições, e que pecados dos pais passem aos filhos por forma de enfermidade. Quando perguntado pelos seu discípulos ao curar um cego de nascença, quem havia pecado, Jesus disse que ninguém (João 9:2).
Então não deixe se enganar, não importa,  quem diz é famoso, ou tem fatos que comprovam, analisem o que a Bíblia diz a respeito sempre. Se ainda ficou dúvidas, estou a disposição para esclarecer.
Tome posse da sua salvação em Cristo, da sua benção em Jesus, segundo a vontade Dele, em nome de Jesus.

De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.
 (Romanos 14:12)


Oton G. Cesar.

0 Comente:

Postar um comentário