As coisas velhas já passaram (Parte II)


 ...mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim. (Filipenses 3:13b)



É muito fácil às vezes olhar para alguém e dizer, o passado não importa mais. Coisas do passado podem influenciar e muito na vida de qualquer um, ainda mais um passado ruim, traumático. O apostolo Paulo do dizer está se referindo que não importava tudo que ele já tinha sido, ou feito, agora estava com Cristo, mas ainda sim, não tinha chegado a plena perfeição, e tinha consciência disso, que enquanto estive nesse mundo terreno estamos sujeitos ao erro. Mas Paulo queria mostrar que o foco principal é a esperança que ele aguardava em Jesus.

O que muito não compreende e não entende, e nem mesmo perdoa é um passado ruim de alguém. Isso marca às pessoas, claro que tudo tem consequências, mas entender um Deus que perdoar, está longe do entendimento humano.
Embora muitas vezes algo do passado que amamos muito ainda, que é necessário ser deixado para se conquistar o futuro, até mesmo o presente, igual um tênis velho que gostamos muito, e não queremos um novo, pois amamos muito aquele tênis velho, mesmo que nos critiquem e temos total condição de ter um novo, mas amamos o velho passado, velhos costumes.
Deus nós dá condições de deixamos os velho costumes que nos afasta Dele, para desfrutar de algo novo Nele e melhor.

Temos que focar no que está adiante de nós, que os velhos erros não precisam se cometidos novamente, que as nossas decisões jamais deveria, ser baseados no medo que o passado trouxe, mas na plena confiança em um Deus que é quem apaga passado e renova nosso presente e garante nosso futuro.

Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. (Filipenses 3:14)



Oton G. Cesar.

0 Comente:

Postar um comentário