A mensagem é Simples

 Uma igreja tinha um projeto com crianças que implicava em fornecer almoço pra elas. O alimento era preparado na própria igreja a partir de doações. Numa época, um dos doadores enviou um pacote de nhoque fresco da melhor qualidade. Quando as crianças chegaram para o almoço, foram logo perguntando, como de hábito:
-- Qual é a comida hoje.
A cozinheira-voluntária gritou, eufórica:
-- Hoje é Nhoque!
As expressões dos rostos das crianças mudaram.
-- Nhoque? Que é isso? É de minhoca?
E para o desapontamento de todos os voluntários, a grande maioria se recusou a comer o prato saboroso e preferiu o arroz puro.
Um dos voluntários narrou que, após a saída das crianças, com grande decepção, todos se olhavam o tabuleiro repleto daquela delícia, por eles rejeitada. Comentaram como as crianças desconheciam o prato, tão comum para tantas pessoas. Parecia-lhes absurdo uma criança não conhecer nhoque.
Então, no meio da conversa, alguém falou:
-- Poderíamos ter explicado que era batata amassada em forma de rolinhos e cobertos com carne moída. Esta é a comida que eles mais gostam e todos comeriam felizes.
Outra pessoa comentou:
-- Foi uma pena não termos explicado o que era nhoque.
Mais tarde, outro voluntário escreveu um texto para compartilhar suas conclusões:
-- O episódio me fez pensar no quanto as pessoas estão antipáticas ao discurso evangélico, muitas vezes oferecido de forma sofisticada e extravagante quando, na verdade, deveria ser comunicado de forma simples, simples na forma e simples no conteúdo. O Evangelho de Jesus Cristo é simples. Seus ensinos sempre foram apresentados de forma simples e compreensível. Assim como esquecemos de falar às crianças que o nhoque é purê de batata cortado em rolinhos, às vezes também esquecemos de falar ao mundo dos ingredientes do Evangelho: Amor e Perdão.
Mais do que  falar, estamos esquecendo de viver isso, pois só podemos ensinar aquilo que já aprendemos. Talvez nossos práticas estejam tão sofisticadas e elitizadas que, por nossa responsabilidade, pessoas estão perdendo a oportunidade de experimentar a “delícia” que é o Evangelho de Jesus Cristo. Assim, como as crianças deixaram de comer aquele nhoque, que estava 'simplesmente divino', essas pessoas também deixam de saborear as delícias da Bíblia e graça de Deus.

 
Diante deste relato real, eu só posso orar assim:
-- Senhor, ensina-me a falar de ti como tu és: simples, como tua Palavra é: simples.
 



Deus te Abençoe!

Maiara Albuquerque :D

0 Comente:

Postar um comentário